quinta-feira, 11 de março de 2021

APROFUNDAMENTO SANJUANISTA




Estudo da obra "Chama Viva de Amor", de São João da Cruz


A obra Chama Viva de Amor é o livro da maturidade espiritual de São João da Cruz.

Esse escrito é um verdadeiro testemunho de quem passou por um longo caminho de purificação e chegou aos mais altos cumes da vida mística.

Cada palavra desse livro é um suspiro de amor de quem já sente em si a glorificação da vida eterna. 


Temas como:

  • Inabitação divina
  • Glorificação do ser humano
  • Anelo escatológico
  • União de amor

São temas contemplados por são João da Cruz em seu livro e serão temas de nosso curso.

Participe desse estudo de aproximação à obra Chama Viva de Amor. Será uma grande oportunidade não só de conhecer melhor a doutrina de São João da Cruz, como também de poder viver com mais consciência o seu próprio processo espiritual.




quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

Módulo IV - Dimensão Espiritual




CRONOGRAMA DA ESCOLA



Obs.: A Aula Magna no dia 31/01 será às 10:00hs da manhã no nosso canal do Youtube. As demais aulas serão nas datas acima a partir das 19:30hs até às 21:30hs no Zoom.
 

Frei Alzinir Debastiani, OCD
Delegado Geral para a OCDS

 Biografia 

Alzinir Debastiani nasceu em Abdon Batista, no estado brasileiro de Santa Catarina, em 10 de novembro de 1962. Fez sua primeira profissão na província de São José – Sudeste do Brasil, em São Roque, aos 25 de dezembro de 1984.

Após cursar os estudos de filosofia na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (Belo Horizonte) e Teologia na Faculdade Pontifícia do Teresianum de Roma, foi ordenado sacerdote em 30 de novembro de 1991. 

Em sua província exerceu os cargos de pároco, formador, superior local, Delegado para a OCDS e conselheiro provincial. Em 2008 foi eleito Superior Provincial, cargo que ocupou durante um triênio. 

Desde 2012 é o Delegado Geral para a OCDS





Arthur Viana

Artur Viana do Nascimento Neto, membro da Comunidade Flor do Carmelo de Santa Teresinha, Fortaleza/Ce, membro da Academia Brasileira de Hagiologia (ABRHAGI) e Coordenador da Comissão de Formação da OCDA Província São José.

Formado em Letras Português e Francês pela Universidade Federal do Ceará, atuando como professor desses idiomas.

Tem igualmente formação em Mística e ciências humanas, com certificação pela Universidad de la Mística, em Ávila, ES.



Alencastro Gonzaga da Silveira

Técnico em Contabilidade, Bacharel em Ciências Contábeis Contador. Trabalha por conta própria em escritório de contabilidade, AGS Contabilidade Ltda.

Curso de Teologia para o Diaconato Permanente pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Casado com Denize Maria de Oliveira e Silveira (membro OCDS e Presidente da Comunidade Santa Teresa de Jesus em BH)

Atuou em três paróquias da Arquidiocese de BH, no ministério de Coordenação de comunidades, liturgia, ministro da palavra, tesoureiro e como membro de Conselhos Pastorais Paroquiais. Atuou como voluntário no Pequeno Centro de Solidariedade Bettina nas obras sociais das Irmãs Carmelitas de Florença no Bairro Planalto.

Foi tesoureiro e conselheiro da Província São José.

Membro da OCDS desde 02/2003. Promessas definitivas (11/06/2010) e conselheiro da Comunidade Santa Teresa de Jesus de Belo Horizonte, bairro Planalto.

Membro da diretoria do Pequeno Centro de Solidariedade Bettina, obras sociais das Irmãs Carmelitas de Florença no Bairro Planalto Diácono Permanente da Arquidiocese de Belo Horizonte.



Carlos Almeida 

Formado em Teologia pela Claretiano São Paulo;

Diácono Permanente da Diocese de Itapetininga, SP;

Membro da Comunidade OCDS "Alegria da Sagrada Face de Itapetininga, SP";

Foi Responsável pelo cadastro do membros da OCDS da Província São José;  e coordenador da escola de formação Edith Stein

Formado Tecnologia em Projetos Mecânicos pela Fatec Sorocaba;

Funcionário público estadual



Ana Maria Eymard Pereira Scarabelli e 
José Paulo Scarabelli


Ana Maria Eymard Pereira Scarabelli Cursou:

Pedagogia e  Psicopedagia pela Unec de Caratinga-MG;

Teologia pela Puc Rio;

Coaching BH;

É professora e orientadora de retiros espirituais e na comunidade Santa Teresinha de Caratinga é  encarregada da formação.

Foi encarregada da formação na província, Comissão de jovens, Congresso foi também Presidente Províncial e hoje é membro da comissão missionária.

José Paulo Scarabelli cursou Administração e tem pós-graduação em marketing pela Unec de Caratinga-MG. Atualmente é vendedor.

Na comunidade Santa Teresinha de Caratinga é tesoureiro e foi Conselheiro Províncial e Tesoureiro provincial.

Atuou na paróquia e diocese com noivos, cursos, retiros e apoio espiritual.

O casal tem 26 anos de OCDS e 27 anos de casados.


terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Edith Stein antes da cruz


Ciência da cruz

Era domingo, 2 de agosto de 1942, e a carmelita Teresa Benedicta de la Cruz é forçada pela polícia nazista a abandonar o fechamento do convento de Echt (Holanda). Sobre a mesa da cela estão as páginas com a tinta ainda fresca de seu último texto, Ciencia de la Cruz . É o ponto e seguido por um legado há muito refletido e vivido de forma mais intensa, cuja culminação se dá após uma semana, em 9 de agosto, no campo de extermínio de Auschwitz; também o domingo, o dia da ressurreição do Senhor, que celebra o triunfo da vida sobre a morte.

Edith Stein sabe muito bem que a Cruz não é uma teoria plausível, nem se identifica com uma doutrina consensual ou uma ideologia a ser imposta pela força, muito menos uma metáfora ou um recurso linguístico. A cruz de Cristo abriga uma verdade que dá sentido e configura a existência de cada cristão; É uma verdade que informa todo o ser (existir, pensar e agir) até provocar uma regeneração autêntica. Se a carmelita hebraica escolhe a cruz, é para carregá-la, até que se torne um sinal de identificação, uma força operante, um estímulo orientador para sua vida agitada. O filósofo judeu praticou e nos deixou uma ciência da cruz .

A sciencia crucis só pode ser adquirida se a cruz for totalmente experimentada. Disto eu estava convencido desde o primeiro momento, e de coração disse: Ave Crux, spes unique!

Antes da conversão, a cruz fascina esta mulher, mostrando uma certa empatia para com a Sexta Feira Santa católica. De fato, os momentos decisivos de sua história pessoal são enquadrados pelo contexto de experiências em que a cruz ilumina e ilumina o espírito inquieto de Edith. E seus textos mostram a predileção e a facilidade com que trata o tema do sofrimento, da dor, do holocausto, da morte ...

Para o filósofo alemão a cruz se configura nas vivências de dores, adversidades, privações, decepções, incompreensões, que ocorrem na história de cada sujeito ; quer dizer, em tudo que contradiz o humano natural, e que parece levar à morte se for carregado. Mas, por outro lado, ele é da opinião de que ninguém pode crescer e amadurecer sem sofrer; é inerente à condição humana. Ele não acha necessário procurar cruzes ou incorrer em mortificações conspícuas; a existência de cada um (da qual as vidas dos outros fazem parte), é um campo propício para o surgimento daquele; é preciso coragem para aceitá-lo.

A cruz de Cristo assumirá força e forma ao longo da intensa vida cristã desta mulher, uma vez que ela seja convertida. Ele atua como um indicador do caminho a seguir, bem como uma fonte de energia e encorajamento para não desanimar na árdua peregrinação ao redor do mundo, até chegar ao cume do Gólgota e ali consumir seu holocausto.

Ele não apenas aspira a se assemelhar a Cristo carregando a cruz, mas seu objetivo é identificar-se com o Cristo crucificado , de quem a salvação da humanidade é obtida. É considerada um instrumento a serviço do desígnio divino que se atualiza na história, encontrando o seu lugar ideal no Carmelo, onde se casa com o Senhor sob o sinal da cruz.

Portanto, no início do noviciado, ele tomou de la Cruz como seu sobrenome religioso . Não é um capricho, é uma necessidade sentida, nada menos do que a sua vocação na Igreja. Se Edith Stein entra no Carmelo é porque nele espera abraçar a cruz que o Senhor oferece a seus filhos favoritos; E se ela aceita a deportação e a morte, ela é guiada por uma intenção primária: colaborar na salvação dos filhos de Israel e de todos, para que nenhum deles se perca . A judia convertida não teme a dureza das provações, pois ela entendeu que quem impõe a cruz sabe tornar o fardo leve e leve. No final, ele espera experimentar algo mais do que até agora da minha vocação para a cruz, porque se considera tratada pelo Senhor como uma criança. O fato de uma mulher hebraica abraçar a cruz, se identificar com ela, escolher pelo sobrenome e divulgar seu valor, colide frontalmente com a posição do judeu ortodoxo, para quem a pregação de Cristo crucificado constitui o grande escândalo.

Qual a razão desse interesse pela cruz no carmelita alemão? Simplesmente porque este é o meio de redenção planejado pela insondável sabedoria de Deus.

A cruz do Gólgota funciona como uma cadeira da qual Deus Pai transmite a sua melhor e mais sublime lição: a do amor, a da entrega generosa pela humanidade.

Pois bem, a filósofa judia aproveitou tal ensino , que, se a princípio tivesse apostado na força da razão , a partir de certas experiências acabará se rendendo à loucura de um Deus inteiro que morre crucificado . Ele o encontrou confirmado em sua mãe e espírita professora Teresa de Jesús: o que importa não é pensar (filosofar) muito, mas amar muito.

Ele endossa a convicção paulina de que Cristo me amou e se entregou por mim . Sem dúvida, o Carmelita de Ávila a ajuda a compreender que carregar a cruz depende diretamente do amor; e que aqueles que estão mais próximos de Deus recebam seus melhores dons: provações e empregos; do qual Edith Stein foi especialmente preenchido no último estágio de sua vida. Ele chega a confessar que o caminho do sofrimento é o mais qualificado para a união com Deus.

Na cruz ele contempla um Deus inteiro que oferece a sua vida pela humanidade, mas uma cruz que prolonga a sua verdade e eficácia através das cruzes sucessivas que carregam e nas quais morrem tantos homens e mulheres de todos os tempos. Edith Stein também em diferentes ocasiões se oferece como vítima propiciatória ao Deus de Jesus Cristo, já que nenhum sofrimento se perde se ela se juntar ao do Filho de Deus. Somos membros de um corpo, cuja cabeça é Cristo, por isso todo sofrimento é do Corpo místico com valor salvífico.

Das coordenadas concedidas por um Cristo ressuscitado na cruz, Deus, o homem e o mundo, adquirem valores e tonalidades insuspeitadas, obtendo assim uma espécie de sabedoria singular, teórica e prática, que atinge todas as camadas da pessoa. Na verdade, novas dimensões e perspectivas entram em jogo, dando origem a um universo e um conhecimento, uma ciência inconcebível de qualquer outra forma; e cujas categorias entram em conflito com as que reinam na concepção judaica e grega , tão confortavelmente administradas por um tempo por Teresa Benedicta de la Cruz .

Ezequiel Garcia Rojo

(Artigo publicado na Revista ORAR , 269)

EDITH STEIN ANTES DA CRUZ

https://cipecar.org/maestros-de-oracion/santa-edith-stein/edith-stein-ante-la-cruz/#iLightbox[gallery2002]/0




 

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Escola de Formação Edith Stein OCDS Polo Sudeste : Dimensão Humana

Escola de Formação Edith Stein OCDS Polo Sudeste 
Local: Centro Teresiano de Espiritualidade em São Roque-SP
24 a 27 de janeiro 2019
Módulo 1 Dimensão Humana
Valor R$650,00
Email: escoladeformacaoocds@gmail.com


terça-feira, 12 de junho de 2018

INSCREVA-SE PARA O MODULO I- Escola de Formação Edith Stein- 2019


O 1º módulo terá os seguintes conteúdos:
 Dimensão Humana: 1- Fundamentos Antropológicos; 
                               2 - Fundamentos Psicológicos; 
                               3 - Fundamentos Metodológicos;
                               4 - Fundamentos Sociológicos.




quarta-feira, 6 de junho de 2018

PRÓXIMO MODULO ESCOLA DE FORMAÇÃO 2019









Incluído hospedagem, café da manhã, almoço, jantar, material didático.

Informações e matrículas: 
escoladeformacaoocds@gmail.com



sexta-feira, 18 de maio de 2018

MÓDULO IV - DIMENSÃO ESPIRITUAL

"O propósito da formação é a preparação de indivíduos inspirados pelo Espírito Santo a viver uma vida espiritual de acordo com os princípios da espiritualidade dos Carmelitas Descalços."

(Ratio Institutionis art. 6) 


É com alegria que a Escola de Formação Edith Stein, polo Norte/Nordeste, divulga mais um módulo da grade curricular da EFES, que se realizará em julho de 2018.

MÓDULO IV - DIMENSÃO ESPIRITUAL
DATA: de 26 a 29 de julho de 2018, iniciando às 14h da quinta e encerrando com o almoço do dia 29.
LOCAL: Recanto do Sagrado Coração de Jesus, Fortaleza-CE
INVESTIMENTO: R$ 500,00 reais
INFORMAÇÕES E INSCRIÇÃO: efedithstein.nne@gmail.com
PALESTRANTE: Fr. Gregório da Mãe de Deus, ocd.





quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

MATERIAL EM PDF - COMPLEMENTO DO MODULO IV

Módulo III - Dimensão Carmelitana (de 25 a 28 de janeiro de 2018)

"O propósito da formação é a preparação de indivíduos inspirados pelo Espírito Santo a viver uma vida espiritual de acordo com os princípios da espiritualidade dos Carmelitas Descalços" 
(Ratio Institutionis 6)


A Escola de Formação Edith Stein, órgão vinculado à Comissão de Formação da OCDS Província São José, promoveu, no mês de janeiro de 2018, em Fortaleza-CE, o Módulo III - Dimensão Carmelitana.

Tivemos como professores:

Giovani Carvalho Mendes
História da Ordem


Maria Efigênia Ribeiro Barbosa
História e conhecimentos da OCDS e Documentos

Artur Viana do Nascimento Neto
Introdução a São João da Cruz

Maria Neila Sousa Costa
Introdução à Santa Teresa de Jesus


Além de cearenses, estiveram presentes irmãos da OCDS de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pará e Maranhão. Representantes de várias comunidades e grupos reuniram-se nesses dias em busca de aprofundarem-se sobre a Ordem dos Carmelitas Descalços.

História da Ordem

História e conhecimentos da OCDS

Introdução a São João da Cruz

Introdução a Santa Teresa de Jesus

Tivemos um concludente: Sr. José Bernardino de Sena, que concluiu, com o Módulo III, o percurso formativo dos quatro módulos que compõem a Escola de Formação Edith Stein. Senhor Sena é membro da Comunidade Santa Teresinha, de Camaragibe-PE.

Solenidade de formatura

Entrega do diploma: Sr. Sena e Mônica, vice-coordenadora da EFES polo Fortaleza

Um brinde pelo formado

APROFUNDAMENTO SANJUANISTA

Estudo da obra "Chama Viva de Amor", de São João da Cruz A obra Chama Viva de Amor é o livro da maturidade espiritual de São João ...